Bares e Restaurantes, Gordelícias Indica

Joakin’s: uma tradicional hamburgueria em São Paulo

Em maio, Thaís, Faby e eu estivemos em São Paulo para um evento de mídias sociais. E, é claro, aproveitamos a oportunidade pra “desbravar” algumas das delícias da terrinha da garoa. Pedimos dicas para os amigos, pesquisamos na internet, e mesmo com o tempo curto, conseguimos conhecer lugares maravilhosos. Um deles, era o Joakin’s.

A Ivana, amiga super querida da Thaís, levou a turma toda pra conhecer uma das hamburguerias mais tradicionais de São Paulo. Vários outros amigos tinham dado a mesma dica, falando de uma tal maionese caseira que era um absurdo. No Foursquare, as dicas reforçavam a mensagem de que a tal maionese era um desbunde de boa. Claro que a gente ia pedir. A maionese e muito mais.

A maionese caseira do Joakin’s

Mas então, comecei pela maionese porque foi amor à primeira vista e saboreada. Não dá pra explicar o gostinho, é papo de você querer levar um pote pra casa. Nunca comi uma maionese tão gostosa na vida. Pra acompanhá-la (isso mesmo, ACOMPANHAR), pedimos uma porção de batatas smile. Enquanto nossos hambúrgueres não chegavam.

Batatas-sorriso, sorrindo pra gente e pra maionese
Close nas batatinhas…

Batata sequinha, crocante, e com uma boa colherada de maionese. Calorias gritando, mas enfim, chutamos o balde. Nada que uma corridinha não queime depois…

O_HAMBÚRGUER_DA_VIDA

As dicas dos amigos/internet falavam pra gente pedir o cheesburguer da casa. Thaís deu um UP com uma fatia de bacon. A gente esperava um cheesburguer gostoso e panz, não tem como cheesburguer ser ruim, né? Nem o “podrão” da Lapa é ruim, então estávamos apostando que viria um sanduíche (ou “lanche”, para os paulistas) muito do bom.

Uma fatia de tomate verde, queijo derretido, carne torradinha e temperada e um pão super macio. Poderia comer esse hambúrguer uma vez por semana, pro resto da vida. Mas aí eu viraria uma bola, né?

Hambúrguer de Calabresa

A Ivana pediu o Kin’s Calabria, um hambúrguer de calabresa com molho vinagrete. Achei bem exótico, as meninas adoraram. Fica a dica pra quem quer provar algo diferente.

Waffle com Nutella e sorvete

Como a gente já tava com o pé, o tronco e todo o corpinho na jaca, fomos de sobremesa. Ninguém tinha mais espaço no estômago pra comer mas eu tava decidida a provar a sobremesa que a mesa do lado tava provando: era um waffle lindo, com uma camada generosa de chocolate (descobri depois que era Nutella) e sorvete em cima. Simples assim. E feliz. Pedimos um, claro.

Sabe uma sobremesa que você come e pensa “meu Deus do céu, quem foi que inventou isso”? Sério, essa pessoa merece ser canonizada. Porque você pensa: o que fica ruim com Nutella? Até jiló fica bom. Aí você junta uma massinha de waffle super gostosa, docinha na medida certa. E ainda vem uma bolinha de sorvete que começa a derreter e se mistura à Nutella… Só pra torturar, mais uma fotinho.

<3

Pra fechar o pagode, pedimos um cafezinho. Bagunça feita, voltamos pro hotel felizes e de barriguinha (bem) cheia.

Se estiverem por São Paulo, não deixem de conhecer o Joakin’s. Tem sempre fila de espera mas nem demora muito. Além do mais, a espera compensa todas as gordices que você vai comer lá.

Joakin’s

R. Joaquim Floriano, 163 – Itaim Bibi / SP • Tel.: (11) 3168-0030

Sexta e sábado das 11h às 6h

Domingo das 11h às 3h

Raquel Arellano

Fã de cozinha prática e feita com amor. É apaixonada por maionese, pão com ovo e carne assada. Na cozinha, se aventura pelos doces e salgados, com uma leve queda para os açúcares da vida.
Raquel Arellano

Últimos posts por Raquel Arellano (exibir todos)