Peru: conhecendo em Lima em 3 dias

Lima é uma daquelas cidades injustiçadas. Sem dúvida alguma, é uma das mais bonitas da América do Sul. Mas acaba que a capital do Peru, país vizinho ao Brasil, é rebaixada ao posto de “cidade de passagem”, visto que é ofuscada por outra cidade praticamente perfeita, que é Cusco. Mas isso tem mudado de uns anos pra cá.

Lima é a aquela cidade onde quase nunca chove, boa parte dos dias são nublados. Seu aeroporto internacional fica distante do agito mas já nos brinda desde a aterrisagem com uma amostrinha do que está por vir. Colorida, florida, com um povo que recebe bem os visitantes, principalmente se eles forem brasileiros. Bom, sou suspeita pra falar do Peru mas boto muita fé que vocês também vão se apaixonar.

siga Raquelícias nas redes sociais

Instagram | Facebook | YouTube | Pinterest | Grupo Facebook

Muita gente monta roteiro de viagem pro Peru e reserva apenas uns poucos dias pra curtir a capital. Mas olha, o que não falta é coisa pra fazer por lá. Pensando nisso, bolei esse roteirinho para 3 dias na cidade. Já deixa um espaço no celular para fazer belos registros, calça um tênis bem confortável e SIMBORA!

Para acessar todo o conteúdo já publicado sobre o Peru, acesse a tag “viagem peru“.

~ conhecendo Lima em 3 dias ~

Tome nota ao viajar para Lima:

– quase nunca chove por lá
– a moeda lá é o Novo Sol Peruano
– o transporte público lá é bem precário
– alugar carro não é viável porque o trânsito é bem louco
– a tarifa do táxi é negociada diretamente com o motorista
– aplicativos como Uber e Cabify funcionam no Peru

– tudo (obviamente) é mais caro no aeroporto

Dia 1: explorando o centro

>> Plaza Mayor de Lima
>> Basílica e Convento de São Francisco
>> Mercado Central e Bairro Chinês

Dependendo da hora em que você chegar no Peru, provavelmente logo no começo da manhã (pra não dizer de madrugada), sugiro começar por um reforçado café da manha, seja no hotel ou na sanguchería mais próxima. Sanguchería é uma casa especializada em sanduíches, sucos e algumas outras refeições rápidas.

Se estiver em Miraflores, recomendo fortemente o Manolo, que fica bem pertinho do Paque Kennedy (que eu chamo carinhosamente de “parque dos gatos”).

Feito isso, começe pela Plaza Mayor de Lima. Tombada pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade, é uma região que já sofreu perdas estruturais devido aos terremotos que assolam o país, mas que segue firme, entre reformas e boa conservação. Ao se dirigir pro local, você vai ver uma praça muito ampla, limpa, rodeada por prédios históricos. Lá estão a Catedral de Lima, o Palácio do Governo (residência do presidente), o Palácio do Arcebispo e o Club de la Unión. É interessante reparar na arquitetura da cidade, que tem muitos elementos da colonização espanhola (algo que grita e chama atenção, visto que nossa colonização foi portuguesa e há muitas diferenças na herança arquitetônica, principalmente).

Repare no cuidado que eles tem com jardins (em toda a cidade). É bem bonito, mesmo. E se estiver pela praça por volta das 11h45, presenciará a troca de guarda do governo.

Ali pelos arredores, um passeio que muita gente faz é a visitação na Basílica e Convento de São Francisco. O ingresso para o passeio custa cerca de R$ 18 e dá direito a visitação guiada, que inclui um giro pelas catacumbas no subsolo do convento. Já estive 2 vezes lá e confesso que é bastante sinistro e levemente claustrofóbico).

Aproveitando que você já estará pelo Centro, caminhe em direção ao Mercado Central de Lima. Se você é dos meus e curte esse tipo de rolé, é um passeio muito interessante. Ver como são vendidos os alimentos, como a variedade de frutas e outros ingredientes é sensacional, sem falar que é ótimo pra comprar coisinhas diferentes (café, quinoa de várias cores e tipos).

Saindo do mercado, siga até o Bairro Chinês. Logo na entrada da rua, um pórtico super bonito marca a presença da comunidade chinesa em Lima. Por essa rua, cravado no asfalto, elementos do calendário chinês chamam atenção dos visitantes. Sem falar nos restaurantes que oferecem a famosa cozinha chifa (fusão China & Peru). Comparando de forma bem tosca, é como se fosse a Liberdade, sabe? Um passeio bem bacana, ainda mais se você estiver com fome.

Dia 2: pertinho do mar

>> Museo Larco
>> Bairro Barranco

>> Museu MATE
>> Bajada de Baños e Playa Barranco

No segundo dia rolézeiro por Lima, começamos pelo belíssimo Museo Larco. Ao chegar nesse museu, você já tá de cara com um muro branco, adornado por belíssimas flores e assim segue, até o pátio principal do espaço. Nesse museu estão abrigados milhares de peças arqueológicas e um resumo da história pré-colombiana, a origem dos povos da América do Sul. OBS: certamente na área dos objetos eróticos, a 5ª série que habita em mim saudará a 5ª série que habita você.

Se você planeja seguir para Cusco, pre-ci-sa incluir esse tour no seu roteiro.

Depois de mergulhar em tanta história, nada melhor que se jogar no bairro mais boêmio de Lima: Barranco. Eu gostei taaaaanto da vibe desse lugar, mas tanto, podia morar ali. Primeiro que ao caminhar pela pracinha principal, você se sente numa cidade de praia do Rio, tipo Cabo Frio. Daí, ao caminhar em direção à Ponte dos Suspiros, um banho de arte pelas paredes grafitadas, nas moradias coloridas e enfeitadas, nas flores que compõem o paisagismo. Ah, ainda reza a lenda que se você passar pela ponte prendendo a respiração, terá muita sorte no amor.

eu e meu pai

Logo ali perto, o surpreendente Museo MATE. Pequenino e muito bem organizado, o espaço abriga registros do famoso fotógrafo peruano Mario Testino, que fotografou diversas celebridades, como Madonna e Lady Di. Vale o show.

Mas se você for caminhando a partir da ponte, como quem vai em direção ao mar, passará pela Bajada de Baños, que é uma espécie de passarela/caminho em direção a uma escada que leva até a Playa Barranco, a praia em si. E aqui, um detalhe: a praia é bem diferente do que estamos acostumados no Rio. Toda de pedra, sem areia, sem quiosques ou lanchonetes a beira mar. É pra ficar contemplando, descansando, vendo a vida passar.

Dia 3: visitando sítios arqueológicos

>> Malecón de Miraflores
>> Shopping Larcomar

>> Parque do Amor
>> Parque de La Reserva e Circuito das Águas de Lima

No terceiro dia do nosso tour, a gente se joga com força por Miraflores na parte da manhã. O Malecón de Miraflores nada mais é do que o circuito “a beira mar” de Lima. É um dos lugares mais bonitos da cidade. Aqui, mais uma vez, destaco o paisagismo do local, que é muitíssimo bem cuidado. Dá vontade de ser super ativo, sair correndo, caminhando, fazer parte daquele local.

A vista é apenas maravilhosa e é quando a gente se dá conta de que você está sobre uma falésia. Não sei vocês mas acho isso demais! Além dos parques instalados ao longo desse espaço (que lembra bastante o Aterro do Flamengo), é possível saltar de parapente e admirar os surfistas que se aventuram no mar.

Se dispuser de tempo e for da sua vontade, alugue uma bike e saia pedalando até o Mercado de San Isidro (lá é bem gostoso para comer um ceviche fresquinho).

Logo ali pertinho, há o Shopping Larcomar. Sei que shopping nunca tem nada de especial, além de lojas e restaurantes, mas esse tem uma vista bacana e é um bom local para fazer aquela refeição marota e seguir para outros rolés.

E é claro, eu não poderia deixar de falar do Parque do Amor! Impossível não se apaixonar ainda mais pelo Peru nesse local. O parque claramente é inspirado no famoso Parque Guell em Barcelona, visto que há uma instalação feita de mosaicos, adornadas por versos poéticos. É tão lindo quanto! Lá, fiz esse registro super lindo:

Ainda no parque, é possível conferir a escultura O Beijo, que representa o artista Víctor Delfín e sua esposa. A estátua é enorme e atrai os olhares dos visitantes. É um lugar maravilhoso pra ver o sol se por.

Para encerrar o dia, minha sugestão é seguir para o Parque de la Reserva, um belíssimo espaço ao ar livre onde rola o espetáculo Circuito Mágico das Águas, um show de luzes refletidas em espelhos d’água. Confesso que esse passeio é bem turistão, mas é bacana quando você está em família e quer viver a cidade a plenos pulmões.

E se ainda couber…

>> Huaca Pucllana e Huaca Huallamarca: dois sítios arqueológicos no coração de Lima
>> Mercado de Surquillo: um mercado municipal um pouco mais afastado do agito mas com deliciosas opções de restaurantes ao redor (tudo bem simples, fresco e incrível)
>> Museu Bodega y Quadra de Lima: ainda não conheci mas o post do SundayCooks tá super completo falando de lá
>> Tour de bike: é um passeio que vale muuuuito a pena, dependendo do roteiro que você escolher (em breve tem post aqui no blog falando desse rolé)
>> Parque Kennedy: é o maravilhoso “parque dos gatos”, no coração de Miraflores

What's your reaction?