Onde se hospedar em Lima. Post completo em http://gordelicias.biz.
Viagem

Onde se hospedar em Lima

Muita gente pensa que Peru se resume à Cusco e Machu Pichu. Errado! Nos últimos anos, Lima tem atraído milhares de turistas em busca de lazer, principalmente no que tange à gastronomia. Muita gente vive me perguntando onde se hospedar em Lima e foi por isso que esse artigo se tornou tão necessário ao planejar uma viagem pro Peru.

Para acessar todo o conteúdo já publicado sobre o Peru, acesse a tag “viagem peru“.

Sem titubear, posso dizer que Miraflores e San Isidro são as principais localidades para se hospedar, por conta da infraestrutura hoteleira e de serviços. Há uma infididade de hotéis para escolher, de acordo com a necessidade e “bolso”.

Onde se hospedar em Lima

Miraflores é só amor

Miraflores, na minha singela opinião, é o lugar mais bacana para se hospedar em Lima. O distrito é super seguro, bem sinalizado, e oferece muitas áreas de entretenimento a céu aberto. Na minha última viagem, fiz um passeio de bike pegando boa parte de Miraflores, pedalando até o Mercado Municipal de San Isidro e foi simplesmente demais (contarei essa experiência mais pra frente).

Entre as atrações turísticas do bairro de Miraflores estão a Huaca Pucllana, o Parque Kennedy (que eu apelidei carinhosamente de “Parque dos Gatinhos”) e o Parque do Amor. E se você curte umas comprinhas, é em Miraflores que se encontra o belíssimo Shopping Larcomar – vale MUITO a pena visitá-lo no fim da tarde, pra pegar o pôr do Sol.

Miraflores é melhor escolha pra quem viaja pela primeira vez pra Lima.

Sempre recorro ao TripAdvisor antes de organizar minhas viagens e já peguei muitas dicas por lá em relação à Miraflores. Deem uma olhadinha clicando aqui, pode ajudar vocês também. Inclusive, quem quiser ver minhas dicas, é só clicar aqui.

Onde se hospedar em Lima. Post completo em http://gordelicias.biz.

San Isidro, a Wall Street peruana

O distrito de San Isidro tem uma pegada completamente diferente de Miraflores. Por ter mais prédios comerciais e escritórios, uma espécie de centro financeiro da capital, os hotéis já possuem uma outra pegada, mais pra quem tá no clima de reunião e tal. Por conta disso, os arredores não tem tantos atrativos e você pode ficar meio entediado caso essa seja a sua proposta.

“Ah, mas rola de andar de táxi para outros cantos, certo?” Super rola, mas te digo que o trânsito de Lima é bem loucão. Sem falar que não existe cobrança por relógio para as corridas, é tudo combinado previamente. O motorista encosta, você diz o destino, ele fala o preço, você aceita ou negocia.

Onde se hospedar em Lima. Post completo em http://gordelicias.biz.

Barranco, a “Lapa carioca” dos peruanos

Depois de três passagens pelo Peru, posso dizer que Barranco se tornou um lugar favorito no coração. O clima desse distrito é tão gostoso, um misto de Paraty com Lapa, uma efeversência de cultura e jovialidade, sou apaixonada. De uns tempos pra cá, o distrito foi tomado por hostels e pousadas. Há muitos bares e restaurantes pelas redondezas, sem falar no incrível MATE (Museo Mario Testino).

É no Barranco que está a Ponte dos Suspiros, a Plaza San Francisco e o Parque Municipal. Bem pertinho, um mirante de onde se admira o Pacífico.

Entre o paisagismo super bem cuidado (típico de Lima), há muitos paineis coloridos dos artistas locais, que se misturam e combinam de forma bastante harmoniosa. A energia desse distrito é fora de série – só de lembrar já me dá saudades profundas.

Centro, pra quem é corajoso

Assim como na maioria dos países, o Centro de Lima é aquele lugar que ferve de dia mas de noite fica bem vazio e um pouco perigoso. A vantagem de se hospedar pelo Centro é que os hotéis são BEEEEM mais baratos. Por outro lado, são prédios mais antigos, menos confortáveis e tem essa questão toda de ficar meio na mão caso queira fazer um passeio de noite.

.

.

Eu recomendo gastar um pouco mais e ficar de boas em Miraflores. No fim das contas, o que economizamos de táxi, compensa. Em todo caso, segue um mapa que organizei com sugestões de hospedagem em Miraflores, San Isidro e Barranco. Acabei não incluindo o Centro porque não recomendo e também não tive indicações de hotéis bacanas.

Das três vezes que viajei pro Peru, me hospedei em hotéis da rede Casa Andina. Inclusive, na última viagem, a convite da PROMPERU, nos hospedamos em hotéis da rede, tanto em Lima, quanto em Cusco e Trujillo.

Raquel Arellano

Fã de cozinha prática e feita com amor. É apaixonada por maionese, pão com ovo e carne assada. Na cozinha, se aventura pelos doces e salgados, com uma leve queda para os açúcares da vida.