Vistando a piscina do Belmond Copacabana Palace vazia | Gordelícias
Bares e Restaurantes, Viagem

Visitando a piscina VAZIA do Copacabana Palace

Se você nunca ouviu falar no Copacabana Palace, provavelmente não habitava o Planeta Terra nos últimos anos. Isso porque o famoso hotel localizado às margens da Praia de Copacabana (a “Princesinha do Mar”) é praticamente um ícone da cidade. Aquele lugar que atrai turistas e curiosos por conta de sua fachada majestosa mas, principalmente, pelas histórias e lendas que coleciona.

Uma breve história do Belmond Copacabana Palace

Inaugurado em 1923, o Copacabana Palace foi construído a pedido do então presidente do Brasil, Epitácio Pessoa. Na época, a cidade (que era a capital do país) estava se preparando para um grande evento – a celebração do centenário da Independência. A cidade carecia de hoteis de grande porte, principalmente para receber convidados ilustres e autoridades políticas e por esse motivo a “urgência” em construir um espaço como o Copa. Os empresários Octávio Guinle e Francisco Costa e Silva foram os responsáveis pela construção do hotel, que teve o projeto arquitetônico idealizado por Joseph Gire, inspirado nos luxuosos hoteis da Riviera Francesa.

A imponente construção sempre se destacou na orla de Copacabana, em meio à mansões e casarões (na primeira metade do século XX) e atualmente ao lado de grandes prédios, boa parte deles hoteis. Mas, sem dúvida, foram os ilustres visitantes que tornaram o Copa ainda mais importante. Na piscina do hotel, cantores e chefes de estado já mergulharam lado à lado, diante de uma paisagem tão peculiar e marcante (todo turista se apaixona por Copa, já perceberam?). E foi nessa piscina que um seleto grupo de jornalistas e influenciadores tiveram uma oportunidade única: tomar drinks na piscina VAZIA. Isso mesmo que vocês leram, gente!

Vistando a piscina do Belmond Copacabana Palace vazia | Gordelícias

Vistando a piscina do Belmond Copacabana Palace vazia | Gordelícias

Visitando a piscina VAZIA do Copacabana Palace

Desde a sua inauguração, em 1935, nenhum evento havia sido realizado na piscina vazia. Foi inacreditável chegar no Copa e ver aquele espaço sem água, apenas os ladrilhos e até mesmo as escadinhas instaladas. Fazia frio mas nada disso espantou a vontade de degustar drinks preparados pelo bartender Rodrigo Mello e Julian De Féral, do Gorgeous Group. Experimentei ao todo 5 drinks, muito bem executados pela dupla – alguns deles tinham beeem a cara do Rio, como o drink Cotidiano (feito com mate, trazendo imediatamente aquela sensação de estar na praia tomando um refresco geladinho).

Vistando a piscina do Belmond Copacabana Palace vazia | Gordelícias

Vistando a piscina do Belmond Copacabana Palace vazia | Gordelícias

Durante 45 dias, o espaço no entorno da piscina estará em obras, mas não vazio. A artista visual Maritza Caneca assina, com curadoria de Vanda Klabin, uma grande intervenção, com fotos e projeção em vídeo reproduzindo o cotidiano na piscina do Copa.

Para apresentar seu trabalho no Copa, Maritza esteve diversas vezes no hotel em busca de todos os detalhes da geometria da piscina. Nas sessões, feitas de dia e à noite, capturou os ângulos e transformou tudo num grande mosaico com mais de 78 fotos, todas de 60×60, impressas sobre azulejo e colocadas num painel em frente ao restaurante Cipriani. Fiquei encantada com tudo!

Vistando a piscina do Belmond Copacabana Palace vazia | Gordelícias

Jujuba do Vida Carioca e euzinha, pegando um bronze na piscina

As reformas na piscina e entorno prometem, além de modernização, um melhor aproveitamento do espaço. Já imagino uma piscina de borda infinita, pra encantar ainda mais os hóspedes do hotel. E quem sabe eu não consiga visitar essa piscina depois de pronta, seria um sonho, né?

Raquel Arellano

Fã de cozinha prática e feita com amor. É apaixonada por maionese, pão com ovo e carne assada. Na cozinha, se aventura pelos doces e salgados, com uma leve queda para os açúcares da vida.

Últimos posts por Raquel Arellano (exibir todos)